dicas

domingo, 27 de janeiro de 2013

A-6 E Intruder 1/48 Revell Desert Storm VA-65 Tigers 503 Uss Roosevelt

Demoro mas tá ai!!!

Trata-se de uma pintura que foi feita pela NAVY para verificar a baixa visibilidade das aeronaves que estavam atuando no deserto.

E como eu gosto das pinturas Agressor´s, a escolha foi até lógica rs.

Devido a grande superioridade Americana, e a possível substituição das Aeronaves a pintura foi descontinuada.

Apenas 2 Aeronaves foram pintadas nesse padrão a 503 (VA-65) e a 533 (VA-36), ambas do Theodore Roosevelt, porém logo depois elas foram pintadas no padrão cinza.

A montagem ocorreu sem muitos problemas ouve uma correção feita pelo meu Tio nas assas, colocando um Sprul plástico na parte interna para dar a altura da fuselagem.


Começando o kit pela cabine, procurei fotos de referência para pintura e adicionei algumas cores a mais para dar relevo aos instrumentos.







Abaixo a correção feita na parte interna das assas.



E dando andamento no kit, a montagem geral fuselagem e assas, mesmo com a correção ficou uma diferença de alguns milímetros que foram corrigidas com plástico (cartão de crédito velho corto em tiras e coloco no local), e massa putty.



Essa é a diferença que ficou ao colocar as assas. Fiz o preenchimento do local com cartão plástico e massa putty.




Tive que fazer correções também na parte interna das entradas de Ar, eram aquelas falhas de injeção do plástico. Também corrigidas com Putty.




Para a aplicação da massa Putty nas junções das assas, protegi o local com Durex para não perder os detalhes porém, alguns detalhes se foram...



Para a pintura apliquei o Primier da Colorgim, devidamente diluído no Thinner e aplicado no aerógrafo.

Lixei com a lixa de graduação 1200 e depois 2000, para deixar a superfície mais lisa para a aplicação da pintura.

E com o kit já pronto para a pintura apliquei a tinta da cor Desert Storm (automotiva) FS 33.446 na parte superior do kit.

Para o desenho da camuflagem, usei a massa da Pritt pois nesse kit em específico, as decais seguem o padrão da pintura, ou seja de acordo com o local ela tem 2 cores.




Usei o Tan 118 da Humbrol (FS 30.219), devidamente diluída com o solvente Ecolsonv da Acrilex e o retardador de Thinner em proporções iguais.





Na parte de baixo do Kit, usei o Light Gray da Humbrol 127 (FS 36.375), acrílica a base de água.

Confesso que foi a primeira vez que usei esse tipo de tinta e para a pintura usei o aerógrafo de ação simples, com a pressão mais baixa (em torno de 15psi), para evitar o "gotejamento", que as vezes ocorre com tintas a base de água.

Na hora da pintura, a tinta fica meio áspera e com algumas pequenas marcas de gotejamento mas ao secar, ela fica lisa.


As decais comprei em um site fora do Brasil, e me saiu com o envio cerca de R$ 40,00 e são da marca Fightertown Decals e vem com 7 versões. Então vale a pena se você tem em mente fazer mais de uma versão do Kit.

Evitei "envelhecer" o kit pois essa pintura, não chegou a ser utilizada ou seja, foram feitas duas aeronaves e depois, como não houve interesse em continuar essa pintura no avião que logo sairia de serviço, eles o pintaram no padrão marinha ( Light Ghost Gray e Dark Ghost Gray).





Após a pintura envernizei o kit todo com o verniz brilhante para a aplicação das decais, para a colagem e até para "amaciar" as decais, usei a cera Future.

Após a aplicação das decais usei o Verniz da Testors (Glosscote Lacquer), sem diluição e depois de seco, apliquei o verniz da Humbrol fosco ( gosto desse verniz pois ele é forte, apenas 1 demão e o kit já fica fosco), também diluído com Ecossolv e Retardador de Thinner.

Abaixo o kit já devidamente finalizado

































Espero que gostem do resultado.

Um forte Abraço.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário